"Eu apenas queria entender o mundo, saber por que as pessoas boas não estão fadadas a se apaixonarem somente por pessoas boas, entender a necessidade de nomearmos as coisas, de darmos sentido onde não há o que se entender, acreditar ou duvidar. Eu queria finalmente saber o motivo pelo qual a tristeza nos consola tanto a ponto de nos interessarmos apenas pelas notícias ruins, descobrir por que mesmo sendo tão jovens nós continuamos a pensar como se já tivéssemos vivido de tudo. O que você queria? Você tinha alguma dessas aflições, destas perguntas que incitam a curiosidade humana pelas respostas? O que você quer? Eu quero uma certeza, uma equação geométrica tão sólida quanto à de Euclides para que permaneça irrefutável mesmo daqui a três mil anos; eu quero palavras (já que somos feito delas – e delas, fazemos), escritas, que me definam, que te definam e que deixem ávidos os críticos; quero ter alguém para compartilhar tudo até o momento exato de abandoná-lo e quero ser informado por compartilhadores que logo me abandonarão; eu quero ser complexo mesmo diante de toda minha humildade, humanidade ou idade; quero compreender por que o perdão anda tão perdido e a culpa tão entranhada dentro de nossos âmagos; quero ver uma vida depender de mim (algo do tipo: “ele é tão bonito” “puxou ao pai”); sabe, quando se nota o quanto já desperdiçamos de tempo e emoções, já não se pode mais voltar atrás e reciclar todo o passado do mesmo modo como deveríamos fazer com nosso lixo que só faz apodrecer solos, podemos manter o olhar no horizonte como se olhássemos para a reta perpendicular imaginária normal da física (e, em teoria, estamos) vislumbrando nosso futuro tão promissor: de pessoas sorridentes, amadas, poderosas e, semanticamente, belas; está tudo lá, escondido no horizonte. Podemos caminhar em busca deste almejado destino, mas não conseguimos nos livrar de cargas pesadas demais para corpos tão pequenos. Frágeis. Eu vivo num mundo que desculpas não bastam, mesmo que verdadeiras, num mundo em que lágrimas, por mais sinceras que sejam, são supérfluas; eu olho pra ti, súplice, em pranto, e fecho os olhos apenas tentando entender, porque é isso que eu faço o tempo inteiro, eu tento entender: tu, o mundo, a mim mesmo; eu penso demais, e este é o problema; eu, às vezes, deixo de viver para pensar nas consequências de tal ato (já pensei no suicídio, genocídio e outras derivações sufixais como forma de evitar a superpopulação global). O que me falta – e só agora enxergo no meu horizonte – é imprudência, é arriscar no incerto, é penetrar no caos de silêncios abruptamente encerrados por gritos de socorro, é me viciar em quatro tipos diferentes de drogas, é desrespeitar o próximo com toda a fúria que eu tento conter, é quebrar objetos quando já não se pode mais quebrar faces. E eu tenho tudo isso dentro de mim, implodido, guardado, esperando a hora certa de uma explosão. Uma ogiva excitante que quando sua fumaça aparece no pôr do sol teima em desenhar nas nuvens: sou eu, só eu."
Quote | 28/05/2014 | 1,722 notes | Source | Reblog

"Sinto falta de quem eu era,sinto falta da doçura que eu carregava,sinto falta da leveza de criança que na alma. Mas sentir falta não trás ninguém de volta,se fosse assim você estava aqui e um par de pessoas também. Minha proteção agora é essa,me protejo do mundo e das pessoas dessa forma,com frieza e secura,isso me protege. Isso é a minha barreira com o mundo. Não escolhi ser,não escolhi mudar,não escolhi ser esse objeto de repúdio. Estou cauterizada,e essas são as minhas cicatrizes."
Quote | 28/05/2014 | 19 notes | Source | Reblog


floralls:

A break to appreciate. (by emmakatka)

Photo | 24/03/2014 | 301 notes | Source | Reblog


(via c0ntain)

Photo | 24/03/2014 | 1,319 notes | Source | Reblog


kushandwizdom:

Good Vibes HERE

Photo | 24/03/2014 | 15,766 notes | Source | Reblog


thelovenotebook:

QuoteLounge

Photo | 24/03/2014 | 34,901 notes | Source | Reblog


kushandwizdom:

Good Vibes HERE

Photo | 24/03/2014 | 33,940 notes | Source | Reblog


alecsgrg:

Lightning strike over dark sky | ( by Peeratam Tangtua )

(via youreapurplebitch)

Photo | 24/03/2014 | 4,172 notes | Source | Reblog


(via sistermancetegui)

Photo | 24/03/2014 | 31,555 notes | Source | Reblog


Catherynne M. Valente, Deathless

Photo | 26/01/2014 | 485 notes | Source | Reblog


(via tedio-fome-e-preguica)

Photo | 26/01/2014 | 5,711 notes | Source | Reblog


(via tedio-fome-e-preguica)

Photo | 26/01/2014 | 911 notes | Source | Reblog

"Você aprende a não se decepcionar, quando começa a aceitar algumas situações da vida sem dor. Quando você passa a não viver mais de expectativas. Ninguém vai ser exatamente como a gente sonha. Não espere consideração e nem que os outros façam o que você faria."
Quote | 26/01/2014 | 15,606 notes | Source | Reblog


ponderation:

Uluwatu, Bali by MarcoCarmassi

(via tedio-fome-e-preguica)

Photo | 26/01/2014 | 1,264 notes | Source | Reblog


(via tedio-fome-e-preguica)

Photo | 26/01/2014 | 792,261 notes | Source | Reblog